Região

Linha de credito bonificado de 20 milhões para produtores afetados pelas intempéries

Escrito por Sofia Craveiro

Após avaliar os prejuízos causados pela trovoada e granizo que afetaram a zona da Cova da Beira e o Douro Sul no final de maio, o Ministério da Agricultura anunciou a abertura de uma linha de crédito bonificada no valor de 20 milhões de euros. Compromete-se também a apoiar os custos relativos aos tratamentos de pomares e vinhas para o rápido restabelecimento da capacidade produtiva, mediante protocolos a celebrar com os municípios que se manifestaram interessados, entre os quais os do Fundão, Covilhã e Belmonte.

Segundo o gabinete de Maria do Céu Albuquerque, está ainda a ser equacionada a possibilidade de abertura de uma medida específica de apoio a investimentos, no âmbito do PDR2020, destinados «a reduzir ou prevenir o impacto de catástrofes naturais, fenómenos climáticos adversos ou acontecimentos catastróficos, nomeadamente através da instalação de equipamentos de prevenção, como por exemplo redes antigranizo».

Em estudo encontra-se a possibilidade da cobertura de pomares com painéis fotovoltaicos que permitem, «não só minimizar prejuízos provocados pela queda de granizo ou gelo, como produzir energia e assim aumentar a rentabilidade dos produtores», acrescenta o Ministério da Agricultura.

Já numa recente reunião de trabalho da Comissão de Acompanhamento do Sistema de Seguros Agrícolas foi abordada a possibilidade de abertura de seguros a novos riscos e culturas e da redução do valor do prejuízo mínimo indemnizável, tendo sido debatida «a reavaliação das franquias, das tarifas, o eventual ajustamento de zonas de tarifação, a uniformização de princípios e regras de peritagem na avaliação de risco».

Sobre o autor

Sofia Craveiro

Deixar uma resposta