Região

GNR deteve seis pessoas na operação “Fronteira Vigiada”

Escrito por Fátima Santos

A GNR deteve seis pessoas em Vilar Formoso durante a operação “Fronteira Vigiada”, que decorreu entre 16 de março e 30 de junho devido à pandemia da Covid-19.

Segundo o comandante do Comando Territorial da Guarda, os detidos estavam relacionados com crimes de tráfico de droga, permanência ilegal em território nacional e posse ilegal de armas. Os dados foram revelados pelo coronel Cunha Rasteiro na cerimónia de reabertura da fronteira de Vilar Formoso no passado dia 1. Nos 104 dias em que a circulação entre Portugal e Espanha esteve restringida a trabalhadores transfronteiriços e a pesados de mercadorias, a GNR empenhou 1.958 militares, efetuou 946 ações e realizou 35 voos com “drones” na linha de fronteira do distrito, que tem 100 quilómetros entre Barca d´Alva (Figueira de Castelo Rodrigo) e Foios (Sabugal). A operação “Fronteira Vigiada” envolveu ainda o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), que monitorizou o local de passagem autorizada de Vilar Formoso, o único existente no distrito da Guarda.

Sobre o autor

Fátima Santos

Deixar uma resposta