Região

Conheça as restrições nos cemitérios da região no Dia de Todos os Santos

Escrito por Jornal O INTERIOR

Para evitar a habitual afluência no Dia de Finados, os espaços vão estar abertos mas com entradas controladas, lotação máxima e permanência reduzida

As autarquias e Juntas de Freguesia do distrito da Guarda decidiram adotar medidas especificas para o funcionamento dos cemitérios no dia 1 de novembro, nos dias anteriores e até posteriores.

Além das regras estabelecidas pelo Conselho de Ministros do passado dia 14, que sustentam o Estado de Calamidade, e da proibição de viagens entre concelhos, os municípios implementaram regras no acesso e permanência nos locais de prática religiosa. Dado que os cemitérios têm bastante afluência nesta altura do ano e devido à evolução da situação epidemiológica no país e na região, são necessárias medidas apertadas para evitar e controlar a aglomeração de pessoas. Na generalidade, as autarquias adotaram a redução da lotação de pessoas nos recintos, do limite de tempo de permanência, a separação de entradas e saídas e o uso partilhado de material de limpeza. «Faz todo o sentido, porque, para além de termos de nos proteger, também temos de proteger os outros», considera Marília Santos, residente na Guarda, para quem «a romaria em si, como antigamente, está mal. Agora as pessoas virem espaçadamente e de forma controlada aos cemitérios, penso que não haverá problema nenhum».

Apesar de ainda não ter conhecimento das medidas em concreto, a guardense é a favor de um controlo durante estes dias. No entanto, confessa que discorda com a proibição de viagens entre concelhos, isto porque é natural do município de Celorico da Beira e será «a primeira vez em 16 anos que não vou colocar uma flor na campa do meu pai» lamenta. Apesar de cada município ter determinado as suas próprias medidas para os cemitérios que se encontram sob a sua tutela, a maioria das autarquias está em sintonia nas regras adotadas. Quem se deslocar ao cemitério nesses dias têm de o fazer obrigatoriamente de máscara e manter o distanciamento físico, seja dentro dos espaços ou à entrada, enquanto aguardam a vez. O que varia é a permanência nos cemitérios e a sua lotação.

Guarda

A Câmara da Guarda alargou o horário dos cemitérios Novo e Velho para as 20 horas, o que não é consensual. «Concordo com as medidas, só não apoio que o cemitério encere às 20 horas. A essa hora já é de noite», disse a O INTERIOR uma guardense que não quis ser identificada. Quanto ao cemitério Novo vão ser permitidas 16 pessoas por talhão em simultâneo e 20 no cemitério Velho, por um período máximo de 30 minutos. Caberá às freguesias do concelho adaptar estas regras à especificidade dos seus cemitérios.

Junta de Freguesia da Guarda

A Junta de Freguesia decidiu que os sete cemitérios sob a sua responsabilidade vão funcionar cada um com um limite máximo de pessoas conforme «indicação a ser prestada na entrada de cada espaço». Os cemitérios terão circuitos de circulação no interior para que não exista cruzamento de pessoas. Junto de cada campa/jazigo só podem estar duas pessoas no máximo de 20/30 minutos.

Aguiar da Beira

O cemitério da vila vai estar aberto das 9 às 17 horas, com pausa para almoço entre as 12 e as 14 horas. Vai existir uma lotação máxima de 50 pessoas em simultâneo dentro do recinto e essa permanência será de 30 minutos por pessoa. Nos locais comuns são proibidos ajuntamentos de mais de cinco pessoas. Está estritamente interdita a partilha de material de limpeza, como baldes e vassouras. Estas medidas da autarquia vigoram de 31 de outubro a 1 de novembro.

Almeida

O município de Almeida definiu das 8 às 16h30 o horário de funcionamento para o Dia de Todos os Santos. O cemitério municipal permite 30 pessoas em paralelo, sendo que cada uma só poderá permanecer um máximo de 15 minutos.

Celorico da Beira

A Câmara de Celorico da Beira estipulou o controlo à entrada dos cemitérios para garantir o número de pessoas por campa (duas), num período máximo de 30 minutos e a não partilha de material de limpeza. Estas regras foram transmitidas às Juntas de Freguesia que deverão definir as suas conforme as necessidades.

Fornos de Algodres

A autarquia também transmitiu as restrições às Juntas para poderem adaptar às suas características. Apenas é imposto que «devem ser entregues, à entrada de cada cemitério, luvas descartáveis, solução de álcool gel e máscaras e/ ou viseiras». As medidas em vigor no cemitério da vila são: 50 pessoas no máximo e durante 30 minutos. O horário de funcionamento será das 9 às 17 horas durante o fim de semana.

Trancoso

Segundo a informação prestada pelo município, cada cemitério terá as suas medidas a cumprir, além das obrigatórias impostas pela Direção-Geral de Saúde.

Manteigas

O cemitério estará aberto das 8h30 às 17 horas entre os dias 29 de outubro e 2 de novembro. Haverá entradas e saídas estabelecidas para cada talhão, circulação obrigatória pela direita e a imposição de uso obrigatório de material próprio como regadores, baldes e vassouras.

Gouveia

O horário de funcionamento é das 8 às 17 horas. À entradas do cemitérios vão estar dois funcionários do município para controlar que a lotação de 50 pessoas no recinto e a presença de 3 pessoas por sepultura é cumprida.

Vila Nova de Foz Côa

As medidas decididas pela autarquia para o cemitério municipal e para os das restantes freguesias são: 5 pessoas por campa no máximo de 45 minutos. A proibição de partilha de material também é para cumprir pelos habitantes do município.

Mêda

É permitida uma lotação de 100 pessoas no cemitério da cidade. No que toca a cada sepultura apenas são permitidas 3 pessoas em simultâneo. O horário previsto para os dias 31 de outubro e 1 de novembro é das 8 horas às 18 horas.

Figueira de Castelo Rodrigo

As restrições vigoram de 30 de outurbo a 2 de novembro. Será autorizada a permanência de 2 pessoas por campa/jazigo durante 45 minutos. O município apela a que sejam evitados ajuntamentos de pessoas à entrada dos cemitérios.

Pinhel

O cemitério da cidade estará aberto das 8 às 19 horas entre 30 de outubro a 2 de novembro. Haverá entradas e saídas distintas e a lotação máxima será de 100 pessoas em simultâneo no cemitério da cidade. «A entrada será controlada por uma equipa de segurança, responsável pela contabilização das pessoas», adianta a autarquia. Nas freguesias as medidas são da responsabilidade das Juntas.

Seia

Até dia 30 os cemitérios estarão abertos das 9 às 20 horas e no fim de semana o horário será prolongado até às 22 horas. Serão permitidas 5 pessoas em simultâneo nos cemitérios, num período máximo de 30 minutos.

Sabugal

O município raiano apenas estipulou o limite de uma pessoa por 20 metros quadrados. Já a permanência deve ser feita durante o «tempo estritamente necessário», seja para limpeza das campas ou para visita aos defuntos.

Belmonte

O limite de pessoas no Cemitério Velho é de 60 e no Cemitério Novo de 164. Todos os locais de culto do concelho estarão abertos das 8 às 18 horas de 29 de outubro a 2 de novembro.

Covilhã

A autarquia decidiu manter as medidas já estipuladas na 11ª fase de desconfinamento. Como o horário de funcionamento das 9 horas às 17 horas e a permissão de uma pessoa por 20 metros quadrados no recinto dos cemitérios. Está também proibida a partilha de material de limpeza.

Sobre o autor

Jornal O INTERIOR

Leave a Reply

Financiamento