Política

PS da Guarda defende comemoração do 25 de Abril com «ato solene» transmitido em direto online

Escrito por Luís Martins

A concelhia da Guarda do PS defende que as comemorações locais do 25 de Abril não podem ser só «um mero programa online», como propõe a autarquia, e devem incluir um ato solene na sala António de Almeida Santos, nos Paços do Concelho, «limitado nas participações e transmitido online».

Para António Monteirinho, presidente da secção socialista guardense, a sessão deveria contar «somente com a participação da presidente da Assembleia Municipal, do presidente da Câmara Municipal, de um representante dos vereadores sem pelouro e de um representante de cada uma das bancadas parlamentares da Assembleia Municipal, sendo transmitida em direto através das plataformas digitais».

O dirigente, e também líder da bancada do PS na Assembleia Municipal, justifica a proposta constatando que os «órgãos democráticos continuam a funcionar» e porque, «embora declarado o estado de emergência, o Estado de Direito e a Democracia não ficaram suspensos».

Sobre o autor

Luís Martins

Deixar uma resposta