Coronavírus Economia

Câmara da Guarda «injeta» 1 milhão de euros na economia local com pagamento antecipado a fornecedores

Escrito por Luís Martins

O INTERIOR já o tinha noticiado, mas soube-se esta quarta-feira que a antecipação de pagamentos a fornecedores por parte da Câmara da Guarda resultará na «injeção de mais de 1 milhão de euros» na economia local, anunciou a edilidade. 

Carlos Chaves Monteiro, presidente do município, tinha justificado a O INTERIOR que a medida se destinava a «minimizar o impacto negativo que a pandemia da Covid-19 está a provocar» e a dar uma «ajuda suplementar à economia local». Nesse sentido, a autarquia vai pagar a todos os seus fornecedores «até ao final desta semana», sendo contemplados os fornecimentos feitos «até ao último dia do mês de fevereiro».

Pelas contas da Câmara, serão «injetados mais de 1 milhão de euros nas empresas dos mais diversos ramos de atividade». «Neste momento excecional, em que os nossos comerciantes e empresários estão a viver um período dramático e que vai certamente agravar-se se não forem tomadas medidas radicais por parte do Governo, a Câmara da Guarda dá assim o seu contributo à economia local pagando a tempo e horas», sublinha o município em comunicado, acrescentando que tal só é possível porque tem havido «ao longo destes últimos seis anos uma gestão rigorosa dos seus recursos financeiros».

Sobre o autor

Luís Martins

Deixar uma resposta