Coronavírus Sociedade

350 médicos criam rede de apoio inédita para validar casos Covid-19 na região Centro

Escrito por Luís Martins

A Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos está a implementar uma Rede de Apoio ao Médico, uma «resposta exclusiva e inédita para otimizar» o percurso do doente com suspeita de Covid-19.

O projeto é desenvolvido pelo Gabinete de Informação e Tecnologia da Secção e está a ser articulado com a Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC) para apoiar a Linha de Apoio ao Médico nas solicitações oriundas da região Centro. «Face ao contexto complexo em que os médicos estão a trabalhar, esta iniciativa congrega todas as unidades dos cuidados de saúde primários da ARS», refere a Secção Regional da Ordem em comunicado.

Ao todo, estão envolvidas 178 unidades funcionais e 350 médicos especialistas, sendo que em cada unidade funcional participarão pelo menos dois médicos. «Com base em plataformas digitais de comunicação, a Rede partilhará conteúdos e módulos formativos, sessões de esclarecimento de dúvidas,com o objetivo de otimizar a referenciação dos doentes com a Covid-19». Toda a informação será articulada na plataforma TEAMS e permitirá aos clínicos da região Centro fazer a “qualificação da referenciação Covid-19”.

«Estamos num contexto difícil e devemos usar todas as ferramentas de ajuda, neste caso, à validação da doença Covid-19 por parte dos médicos. A Ordem reconhece que esta rede de comunicação remota, em plataforma digital, pode ser uma ajuda fulcral para incrementar, de forma célere e validada, o percurso do doente com suspeita de SARS-CoV-2»,considera o presidente da Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos, Carlos Cortes.

Sobre o autor

Luís Martins

Deixar uma resposta