Sociedade

UBI: Alunos brasileiros querem redução da propina

Escrito por Sofia Craveiro

Estudantes brasileiros da Universidade da Beira Interior (UBI), na Covilhã estão indignados por não serem abrangidos pela redução de propinas recentemente anunciada pela instituição. Em declarações a O INTERIOR os alunos afirmam que existe uma «diferença gritante» nos valores de propinas pagos pelos estudantes internacionais quando comparado com o valor cobrado a estudantes portugueses.

De acordo com o site da UBI, o valor atual das propinas do primeiro ciclo (licenciatura) e mestrado integrado é de 871,52 euros anuais para estudantes nacionais e de 5 mil euros anuais para alunos internacionais. Os países pertencentes à Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) – onde se inclui o Brasil – beneficiam de um desconto de 40%, ou seja, pagam 3 mil euros por ano.

A instituição anunciou a redução do valor da propina paga por estudantes portugueses – que segue a linha dos valores definidos em Orçamento de Estado 2020 – para 697 euros anuais, contudo não estão previstas alterações ao valor da propina paga pelos estudantes internacionais, segundo fonte da UBI.

Os alunos brasileiros, que afirmam já ter tentado colocar o problema à instituição sem ter obtido resposta, estão agora a mobilizar-se para uma manifestação na Covilhã, com data a anunciar.

Saiba mais na próxima edição em papel de O INTERIOR.

Sobre o autor

Sofia Craveiro

Deixar uma resposta