Sociedade

«Estão redondamente enganados os que acham que podem voltar à vida normal», avisa ministra da Saúde

Escrito por Luís Martins

A ministra de Saúde disse esta sexta-feira que entre 11 e 15 de junho o R médio foi de 0,98 em Portugal. Ou seja, o número reprodução de contágios mantém-se próximo de 1, levando Marta Temido a admitir que «estamos a ter dificuldades em quebrar as cadeias de transmissão, ainda que o R seja inferior àquilo que já foi».

Na conferência de imprensa sobre a situação da pandemia da Covid-19 em Portugal, a governante alertou que «não é possível baixar a guarda e estão redondamente enganados aqueles que pensam que podem regressar às suas vidas na normalidade anterior. Isso só acontecerá quando uma vacina ou um tratamento eficaz forem descobertos. Daqui até lá não hesitaremos em usar as medidas de saúde pública necessárias a que a supressão da doença seja efetivamente adquirida e conquistada para todos».

Marta Temido sublinhou que «os portugueses fizeram sacrifícios enormes nos últimos meses e o ministério da Saúde e Governo não irão correr o risco de deixar que esse esforço seja desperdiçado. O comportamento individual é a melhor forma de cada um se proteger a si, proteger os mais expostos e vulneráveis e proteger o sistema de saúde. Isto é uma maratona, não é um sprint».

Sobre o autor

Luís Martins

Deixar uma resposta