Sociedade

ANAFRE defende reversão de 750 a 800 agregações de freguesias

Escrito por Sofia Craveiro

A Associação Nacional de Freguesias defende a reversão de 750 a 800 freguesias agregadas em 2013. A estimativa foi reiterada na sexta-feira, na Guarda, onde decorreu uma reunião do conselho diretivo da ANAFRE.

«O plano do Governo tem uma base de 502 freguesias que poderão reverter a sua agregação. A ANAFRE quer mais e estamos cá para que possamos, eventualmente, na próxima discussão da proposta de lei, termos condições para conseguir reverter ainda mais algumas freguesias», disse Jorge Veloso.

Para o presidente do conselho diretivo da Associação Nacional de Freguesias, se conseguíssemos chegar às 750 ou 800 freguesias, das cerca de 1.200 que “saltaram fora”, estamos disponíveis para isso».

De resto, a ANAFRE já enviou o seu contributo sobre esta matéria à ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Alexandra Leitão. O autarca disse-se confiante que o processo de reversão de freguesias avance e acredita que o mesmo esteja completo «até 31 de março de 2021», esperando que nas próximas eleições «já possa haver um novo mapa autárquico, com algumas freguesias a voltarem ao que eram em 2013». Nesse ano foram extintas 1.168 das 4.260 Juntas de Freguesia.

Sobre o autor

Sofia Craveiro

Deixar uma resposta