Região

Fariseu tem um dos maiores painéis de arte rupestre ao ar livre do mundo

18
Escrito por Jornal O INTERIOR

A maior gravura rupestre do mundo deu origem a um dos maiores painéis de arte rupestre ao ar livre jamais descoberto. Com cerca de dez metros de comprimento, o conjunto está no sítio do Fariseu, no Parque Arqueológico do Vale do Côa, em Vila Nova de Foz Côa.
O achado foi revelado pela descida do caudal do rio Côa e está a ser estudado por uma equipa diversificada de investigadores, que começaram por descobrir um auroque gigante. «Aproveitamos os três dias de abaixamento das águas do rio, proporcionado pela EDP, para dar continuidade aos trabalhos de descoberta da “rocha 09” do Fariseu. Este trabalho deu-nos a oportunidade única de escavar sedimentos que por norma estão por baixo da água», adiantou Thierry Aubry, da Fundação Côa Parque. Segundo o arqueólogo, o painel onde se encontra “picotado” o maior auroque do mundo, que inicialmente tinha 3,5 metros visíveis, com estas sondagens revelou uma extensão de 10 metros de comprimento.
«Este é o maior painel gravado com motivos rupestres existentes no Vale do Côa, com uma composição que demonstra um outro interesse científico, porque estamos num sítio privilegiado ao nível da arte rupestre», afirma o investigador, segundo o qual este achado permite «perceber a relação da vida quotidiana do Paleolítico Superior e da arte do Côa». A chamada “rocha 09” do Fariseu representa um dos principais núcleos de arte rupestre do Vale do Côa, classificados como Monumento Nacional, e inscritos na Lista do Património Mundial da UNESCO. A Côa Parque já anunciou que o sítio do Fariseu será aberto ao público no Verão.

Sobre o autor

Jornal O INTERIOR

Leave a Reply

Financiamento