Região

Constitucional rejeita recurso e deixa autarca de Castelo Branco à beira da perda do mandato

Escrito por Luís Martins

O Tribunal Constitucional rejeitou, sumariamente, o recurso apresentado por Luís Correia à condenação de perda de mandato na Câmara de Castelo Branco, sentença proferida pelo Tribunal Administrativo e Fiscal de Castelo Branco (TAFCB).

De acordo com a edição online do “Expresso”, a defesa do autarca socialista vai tentar um novo recurso para evitar a perda de mandato.

O TAFCB condenou Luís Correia a perda de mandato por ter assinado três contratos no valor de 180 mil euros com empresa do pai e de um tio da mulher. O autarca recorreu da decisão para o Tribunal Central Administrativo do Sul e posteriormente para o Supremo Tribunal Administrativo, mas todas as instâncias superiores corroboraram a sentença inicial.

Sobre o autor

Luís Martins

Deixar uma resposta