Política

«Vivemos num mundo encantado nos últimos oito anos», diz Luís Couto

Escrito por Luís Martins

Luís Couto quer ser «alternativa credível» nas próximas autárquicas para devolver «a esperança à Guarda».

O candidato do PS à autarquia apresentou-se este sábado na Praça Velha, bem como Ana Mendes Godinho, que vai concorrer à Assembleia Municipal, perante centenas de apoiantes e assentou baterias na maioria PSD que governa o município desde 2013.

«Vivemos num mundo encantado nos últimos oito anos, em que nos foram iludindo com futuro promissor que nunca chegou», afirmou o independente, para quem o concelho foi «vítima de traição» tanto por parte de Álvaro Amaro, que «lhe virou as costas», como pela «equipa que escolheu».

«A Guarda foi apenas um troféu de caça», considerou Luís Couto, acrescentando que Carlos Chaves Monteiro, candidato do PSD, é «um presidente de Câmara substituto» e está «completamente esgotado e cansado, incapaz de definir uma estratégia sem conseguir observar no horizonte um ponto de referência que o oriente».

Nesta sessão Luís Couto apresentou as linhas mestras do seu programa eleitoral e inaugurou a sede da candidatura, também na Praça Velha. Saiba mais na próxima edição de O INTERIOR.

  • Dsc 3799
  • Dsc 3802
  • Dsc 3805
  • Dsc 3807
  • Dsc 3812
  • Dsc 3817
  • Dsc 3820
  • Dsc 3824
  • Dsc 3829
  • Dsc 3847
  • Dsc 3855
  • Dsc 3867
  • Dsc 3869
  • Dsc 3870
  • Dsc 3871
  • Dsc 3874
  • Dsc 3876

Sobre o autor

Luís Martins

Leave a Reply

Financiamento