Política

Parlamento aprova prolongamento do estado de emergência

Escrito por Luís Martins

A Assembleia da República aprovou esta quinta-feira o decreto do Presidente da República que renova o estado de emergência até ao final do dia 2 de maio para permitir medidas de contenção da Covid-19.

PS, PSD, BE, CDS-PP e PAN votaram a favor da prorrogação da medida, enquanto o PEV e Chega abstiveram-se. O PCP e a deputada não inscrita, Joacine Katar Moreira, que se tinham abstido na primeira renovação do estado de emergência, juntaram-se ao líder da Iniciativa Liberal, João Cotrim de Figueiredo, no voto contra.

Durante o debate parlamentar, o primeiro-ministro António Costa afirmou que os próximos 15 dias são «decisivos» para que Portugal entre numa nova fase, que poderá durar «um ano e meio», reanimando gradualmente a economia, mas sem deixar reativar a pandemia de Covid-19. O chefe do Governo disse ainda esperar que seja «a última vez na nossa vida que estejamos aqui a decretar o estado de emergência».

Sobre o autor

Luís Martins

Deixar uma resposta