Política

Bloco de Esquerda propõe programa de emergência para a Guarda

Escrito por Luís Martins

Marco Loureiro, deputado municipal do Bloco de Esquerda (BE) na Guarda, propõe um programa de emergência autárquico para combater a crise pandémica, que inclui o direito à habitação, o acesso à água e a serviços essenciais, transportes coletivos seguros e a colaboração com o Serviço Nacional de Saúde, entre outras ações.

O Bloco exige, nomeadamente, a suspensão das rendas das habitações sociais e a proibição de despejos, bem como defende a gratuitidade do consumo de água em abril, maio e junho para as famílias e microempresas do concelho. Para as restantes empresas é proposta «uma redução de 50 por cento» na fatura.

O partido sugere igualmente «o reforço» da higienização dos transportes coletivos e a suspensão da cobrança de passes e bilhetes de transporte. E relativamente ao combate à violência doméstica e ao acompanhamento a crianças em risco, o BE entende que os serviços sociais da autarquia, em colaboração com as entidades que intervêm na área, «devem garantir visitas a famílias sinalizadas e contactos presenciais e telefónicos regulares».

 

Sobre o autor

Luís Martins

Deixar uma resposta