Economia

Comércio de rua abre portas esta segunda-feira

Escrito por Luís Martins

A primeira fase do plano de desconfinamento do Governo tem início esta segunda-feira, dia em que cabeleireiros, livrarias e outros estabelecimentos de comércio local retomam atividade com a imposição de novas regras, pois passa a ser obrigatório a utilização de máscara em lojas e transportes públicos. A situação será avaliada a cada 15 dias.

O que muda a partir hoje:

  • Confinamento obrigatório para pessoas doentes e em vigilância ativa.
  • Dever geral de recolhimento domiciliário
  • Uso obrigatório de máscaras em transportes, nos serviços de atendimento ao público, nas escolas (incluindo crianças com mais de 6 anos) e nos estabelecimentos comerciais e de serviços abertos ao público.
  • Lotação máxima de cinco pessoas por 100 metros quadrados em espaços fechados.
  • Permitida a presença de familiares em funerais.

Conheça o plano do desconfinamento do país:

4 de maio

  • balcões desconcentrados dos serviços públicos;
  • Comércio local (lojas até 200 metros quadrados);
  • Cabeleireiros, barbeiros, manicures e similares;
  • Livrarias;
  • Comércio automóvel;
  • Bibliotecas e arquivos;
  • Prática de desportos individuais ao ar livre.

 18 de maio

  • Lojas até 400 metros quadrados;
  • Aulas presenciais nos 11º e 12º anos;
  • Creches;
  • Museus, monumentos e palácios;
  • Galerias de arte.
  •  

30 – 31 de maio

  • Celebrações religiosas coletivas;
  • I Liga de Futebol e Taça de Portugal.

1 de junho

  • Lojas de cidadão;
  • Lojas com mais de 400 metros quadrados;
  • Lojas dos centros comerciais;
  • Creches, pré-escolar e ATL;
  • Cinemas, teatros, auditórios e salas de espetáculo.

Sobre o autor

Luís Martins

Deixar uma resposta