Sociedade

Carolina Beatriz Ângelo foi a escola com melhor desempenho nos exames nacionais

Escrito por Sofia Craveiro

A Escola Básica Carolina Beatriz Ângelo, na Guarda, é melhor classificada do distrito no ranking nacional das escolas básicas, segundo as tabelas publicadas no passado sábado pelo jornal “Público”, que se baseiam em dados do Ministério da Educação.

A instituição guardense, que surge em 77º lugar, sendo a que possui a média mais alta do distrito (3,73) no que respeita às notas dos alunos nos exames nacionais de Português e Matemática do 9º ano de escolaridade no ano letivo de 2018/2019. Segue-se a Escola Afonso de Albuquerque, também da Guarda, no 180º lugar, que possui o contexto socioeconómico mais favorável (pais com maior média de anos de escolaridade e menor percentagem de alunos abrangidos pelos apoios do Estado). Em terceiro lugar está a também guardense Escola Básica e Secundária da Sé, na 210ª posição. Já o estabelecimento de ensino com o pior desempenho no distrito é a Escola Básica de São Miguel, também na Guarda, que ocupa o 722º lugar.

No ranking relativo aos percursos diretos de sucesso do ensino básico, que considera o desempenho global dos alunos em todo o 3º ciclo (nota positiva em exames, percurso sem chumbos no 7º e 8º anos e comparação com a média nacional), surge em clara vantagem a Escola Básica e Secundária de Fornos de Algodres. Esta escola, que ocupa a sexta posição do ranking a nível nacional, tem uma taxa de retenção de 0 por cento. Contudo, no ranking que avalia o desempenho nos exames de Português e Matemática, a escola fornense surge no 324º lugar.

No que respeita a outro ranking – denominado de “percursos diretos de sucesso”, aparece, em seguida, a Escola Carolina Beatriz Ângelo (129º lugar) e a Escola Básica São Miguel (180º). A escola do distrito que apresenta pior classificação neste parâmetro é a Secundária de Figueira Castelo Rodrigo, na 912ª posição. Esta é também a escola do distrito com maior taxa de retenção de alunos (19,35 por cento). Além disso, esta instituição de ensino está ainda incluída no conjunto das seis escolas que tiveram um desempenho inferior ao esperado, tendo em conta o contexto socioeconómico. Das 23 escolas do distrito incluem-se nesta lista, além da escola de Figueira, a EB e Secundária Dr. José Casimiro Matias (Almeida), a EB de São Miguel (Guarda), a EB e Secundária de Mêda, a Secundária do Sabugal e a privada Escola Regional Dr. José Dinis Fonseca, na Cerdeira (Sabugal).

Escola de Trancoso é 30ª no percurso de sucesso no secundário

No ranking relativo aos percursos diretos de sucesso do ensino secundário, que avalia o desempenho de forma mais abrangente, a Escola Secundária Anes Bandarra lidera as classificações do distrito, ocupando a 30ª posição a nível nacional. Segue-se a Secundária de Pinhel (34º) e a EB e Secundária Padre José Augusto da Fonseca (Aguiar da Beira), que se posiciona na 39ª posição. No concelho da Guarda a escola mais bem classificada neste ranking de avaliação do sucesso escolar global é a Afonso de Albuquerque, em 139º. De destacar ainda o 57º lugar da EB e Secundária Dr. José Casimiro Matias (Almeida). A pior classificação neste indicador foi obtida pela Escola Secundária do Sabugal, que está na 525ª posição.

No que respeita ao ranking que avalia os resultados nos exames nacionais do último ano letivo, as classificações são, de forma geral, menos favoráveis. Esta grelha considera a média dos oito exames nacionais do secundário. No distrito da Guarda a melhor classificação foi obtida pela Escola Básica e Secundária da Sé, que está em 139º lugar, possuindo uma média de 11,16 valores, na escala que vai de zero a 20. Seguem-se a Afonso de Albuquerque, dez posições abaixo, e a EB e Secundária Padre José Augusto da Fonseca (Aguiar da Beira), na 183ª posição. Nesta lista a média mais baixa foi obtida também pela Secundária de Figueira de Castelo Rodrigo, que mais uma vez ocupa o pior lugar do distrito com a 547ª posição do ranking a nível nacional e uma média de 8,69 valores.

Especificando por disciplinas é possível verificar que, a Matemática A, como a Português, a melhor média nos exames foi obtida em Aguiar da Beira, com 13,25 e 14.11, respetivamente. A pior em Matemática A foi registada em Manteigas: 7,59 valores. Já a Português a classificação mais baixa foi a da EB e Secundária Tenente Coronel Adão Carrapatoso (Vila Nova de Foz Côa), com uma média de 9,69 valores. Por sua vez, a Escola de Fornos de Algodres obteve a melhor média a Física e Química A com 11,11 valores, enquanto a pior classificada nesta disciplina foi a Secundária de Trancoso com 7,42 valores. A Biologia e Geologia a melhor média foi a da Escola Afonso de Albuquerque (11,09) e a pior verificou-se na Secundária do Sabugal, com 8,67 valores de média.

*notícia baseada nos rankings divulgados pelo Jornal Público, com base em dados do Ministério da Educação. Os rankings apresentados apenas consideram as escolas onde foram realizados pelo menos 50 exames nacionais.

Sobre o autor

Sofia Craveiro

Deixar uma resposta