Cultura

Enchente no Museu da Guarda para ver obras da Fundação Calouste Gulbenkian

Escrito por Luís Martins

Alguns dos grandes mestres da pintura contemporânea e clássica portuguesa estão reunidos no Museu da Guarda para uma exposição única, saída diretamente do acervo da Fundação Calouste Gulbenkian.

A mostra intitulada “Domínios do Olhar” foi inaugurada esta quinta-feira no âmbito da iniciativa “Gulbenkian Itinerante”, que pretende dar a conhecer e divulgar o espólio da instituição. Estão ainda patentes pinturas do acervo do museu guardense. Para João Mendes Rosa, diretor do Museu e curador da exposição, esta é «uma das melhores exposições do museu nestes quatro anos de utopia». A sessão inaugural contou com a presença de Nuno Vassalo e Silva, sub-diretor da Fundação Calouste Gulbenkian.

Também esta quinta-feira foi inaugurada, na Galeria Evelina Coelho, a exposição de escultura intitulada “Uma árvore é uma escultura à espera de acontecer” do artista plástico alemão Volker Schnüttgen. Saiba mais na próxima edição de O INTERIOR.

Sobre o autor

Luís Martins

Deixar uma resposta