Cultura

“Cochinchina” no TMG

Cochinchina Imagem
Escrito por Efigénia Marques

O TMG recebe este sábado (21h30) a peça “Cochinchina”, de Sandra Barata Belo, que resulta de uma adaptação livre da obra de Afonso Cruz “Princípio de Karenina”.
Com banda sonora original de Samuel Úria, o espetáculo é a terceira obra de uma trilogia de cartas de amor e morte que a encenadora iniciou com “Morreste-me”, de José Luís Peixoto, estreada em 2013, seguindo-se “Carta de uma Desconhecida”, de Stefan Zweig, estreada em 2015. Os atores Vítor d’Andrade, Margarida Vila-Nova e Patrícia André protagonizam a “dualidade”
que marca a vida de um homem, «entre o que está dentro da sua porta e para além dela» ou o que o «inibe ou fascina» no estrangeiro, adianta a produção. «Até ao dia em que uma empregada da Cochinchina vem trabalhar para sua casa e quebra com todas as fronteiras criadas, primeiramente pelo pai e depois por ele. A partir daqui, há uma luta constante entre o amor e a desilusão, a coragem e a cobardia, entre ir ou ficar, e estranhamente está tudo certo», lê-se ainda.

Sobre o autor

Efigénia Marques

Leave a Reply

Financiamento