Covid-19

Incidência da Covid-19 volta a subir na região

Escrito por Luís Martins

A incidência da Covid-19 está a subir no país e também na região, onde ainda predominam os concelhos com risco moderado.

Segundos os dados da Direção-Geral da Saúde (DGS) desta sexta-feira, atualmente não há nenhuma município com risco extremo e apenas Penamacor está classificado como de risco muito elevado – entre 480 e 960 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias. Com risco elevado (entre 240 e 480 casos) estão a Covilhã (411, eram 423 na semana passada), Gouveia (243/ 275) e Mêda (393/ 284).

Belmonte (141/ 78), Fundão (208/ 219), Guarda (226/ 115), Seia (185/ 298), Trancoso (180/ 124) e Vila Nova de Foz Côa (125/ 93) estão com risco moderado (entre 120 e 240 casos), enquanto Aguiar da Beira (43/ 22), Almeida (86/ 35), Celorico da Beira (72/ 58), Figueira de Castelo Rodrigo (107/18), Fornos de Algodres (66/ 44), Manteigas (0/ 67), Pinhel (36/ 0) e Sabugal (29/ 19) apresentavam risco baixo a moderado (entre 0 e 120 casos):

De acordo com a DGS, a incidência (o número de novos casos nos últimos 14 dias por 100 mil habitantes) subiu e é agora de 134,2 casos por 100 mil habitantes a nível nacional e de 133,3 casos no continente (quarta-feira os valores eram de 125,4 e 124,8, respetivamente). Também o índice de transmissibilidade – o R(t) – sobe e fica nos 1,15 a nível nacional e no continente. Na véspera, para ambos, o R(t) era de 1,12. A incidência não chegava a valores tão elevados desde 22 de setembro e o R(t) desde 14 de julho.

 

 

 

 

 

Sobre o autor

Luís Martins

Leave a Reply

Financiamento