Coronavírus Região

Comissão Covid demite-se no Hospital da Guarda

Demitiu-se a comissão Covid-19 da ULS da Guarda

A comissão que desde o início de março coordenava a resposta “Covid” na Unidade de Saúde da Guarda demitiu-se em bloco.
Os técnicos de saúde que ao longo de três meses coordenaram a resposta à pandemia na área de abrangência da ULS Guarda entraram em rota de colisão com a Administração liderada por Isabel Coelho e, segundo a SIC, o presidente da Comissão, o pneumologista Luís Ferreira, ter-se-á sentido desautorizado pelo Conselho de Administração.
A decisão foi tomada esta segunda-feira no seguimento de um diferendo considerado como insanável pelo médico. O pedido de demissão  de Luís Ferreira foi imediatamente acompanhado pelos restantes membros da Comissão, os médicos Ana Viseu, coordenadora da Unidade de Saúde Pública,  João Correia, director do Serviço de Medicina Interna, Adelaide Campos, directora do Serviço de Urgência, Alcina Tavares, coordenadora do Programa de Prevenção e Controlo de Infeção e de Resistências aos Antimicrobianos, Catarina Quinaz, infecciologista,  José Valbom, da Unidade de Saúde Ocupacional, Luísa Lopes, directora da Unidade de Cuidados Intensivos e os enfermeiros Júlio Salvador e Vítor Salomé.
A decisão foi tomada esta segunda-feira depois de um diferendo, aparentemente insanável, entre o pneumologista Luís Ferreira que presidia a Comissão Covid e a administração liderada por Isabel Coelho.A restante equipa de trabalho constituída por mais sete médicos e dois enfermeiros foi solidária com o presidente e assinou a carta de demissão.
Até ao momento não foi possível conhecer mais pormenores sobre esta demissão junto do médico Luís Ferreira ou de Isabel Coelho, presidente do CA da ULS Guarda.

Sobre o autor

Luís Baptista-Martins

Deixar uma resposta