Região

«Tudo isto é promoção territorial»

Escrito por Sofia Craveiro

A Feira das Tradições e das Actividades Económicas já está de portas abertas. Na cerimónia de inauguração, Ana Abrunhosa, Ministra da Coesão Territorial frisou «a honra» de presidir a este evento e afirmou que, ainda que haja «quem ache que presidir a estas feiras tem pouca dignidade» para um membro do Governo, «acho que não há sítio melhor para a ministra estar do que vir falar com as pessoas e estar neste territórios do interior», afirmou.

Salientando sempre a sua posição de compromisso para com «os territórios do interior» a governante assegurou ainda que pretende com o seu ministério «inaugurar uma nova forma de fazer política, de proximidade».

Na abertura da sessão solene, Rui Ventura, Presidente da Câmara Municipal de Pinhel, salientou a importância do certame para o concelho e região, destacando que «tudo isto é promoção territorial». O edil chamou a atenção «para as desigualdades» de que é vítima a população que vive neste território e insistiu que «a luta pela abolição das portagens na A23 e A25 é fundamental» sendo aplaudido pela assistência. «Nunca se esqueça senhora ministra que a força vem do povo», reiterou o autarca.

A Feira das Tradições e das Atividades Económicas prolonga-se até domingo, no Centro Logístico de Pinhel. O evento que tem como mote a promoção de produtos endógneos e o envolvimento dos agentes locais completa 25 este anos de existência. À semelhança das últimas edições, participam cerca de 200 expositores, distribuídos por diferentes espaços – primeiro as freguesias do concelho, onde assumem natural destaque os saberes e sabores locais, depois uma vasta panóplia de atividades económicas. «Esta é uma feira que por si [só] já é uma tradição», afirmou Ana Abrunhosa.

Sobre o autor

Sofia Craveiro

Deixar uma resposta