Região

“Qualidade Ouro” para seis praias fluviais

Escrito por Jornal O Interior

Seis praias fluviais da região foram classificadas com o galardão “Qualidade de Ouro” pela associação ambientalista Quercus.
A lista foi divulgada na quinta-feira e, no distrito da Guarda, inclui Valhelhas (Guarda), Relva da Reboleira (Manteigas), Vale do Rossim (Gouveia), Loriga e Lapa dos Dinheiros (ambas em Seia). Unhais da Serra (Covilhã) é a única distinguida na zona da Cova da Beira. Este ano a Quercus atribuiu “Qualidade de Ouro” a 381 praias portuguesas, mais seis que em 2019, e considerou «imprescindível» o cumprimento das regras sanitárias da Direção-Geral da Saúde nas praias. Para receberem a classificação de “Praia com Qualidade de Ouro” as zonas balneares têm de preencher critérios como a qualidade da água avaliada como “excelente” durante as últimas cinco épocas, não ter registados ocorrências/avisos de desaconselhamento da prática balnear, proibição da prática balnear e/ou interdição temporária da praia.
Além disso, todas as análises realizadas na última época balnear deverão ter apresentado resultados melhores que os valores definidos para o percentil 95 do anexo I da Diretiva relativa às águas balneares, isto é, para águas interiores, todas as análises deverão apresentar valores inferiores a 200ufc/100ml para os Enterococos intestinais e inferiores a 500ufc/100ml para a Escherichia coli. A informação utilizada para a avaliação é pública e oficial, disponibilizada pela Agência Portuguesa do Ambiente, tendo apenas em consideração as análises efetuadas nos laboratórios das diferentes Administrações Regionais Hidrográficas.

Sobre o autor

Jornal O Interior

Deixar uma resposta