Região

«Manteigas vê hoje uma luz ao fundo do túnel»

Escrito por Sofia Craveiro

«A economia de Manteigas cresceu indubitavelmente, só não o vê quem não quer ver.» A frase de Esmeraldo Carvalhinho resume aquilo que foi o tema em destaque na cerimónia de abertura da ExpoEstrela.

Durante a sessão – que decorreu no edifício da Câmara Municipal – o edil focou o discurso na economia de Manteigas e na recuperação do concelho face ao declínio das fábricas têxteis. «Estamos a ganhar a aposta no turismo», disse Esmeraldo Carvalhinho referindo-se às novas unidades hoteleiras que estão a ser construídas no concelho. «Manteigas vê hoje uma luz ao fundo do túnel», reiterou o autarca.

O momento solene foi presidido por Rita Cunha Mendes, Secretária de Estado da Ação Social, que centrou o seu discurso nas medidas anunciadas pelo governo «que valorizam e discriminam positivamente os territórios de baixa densidade». A responsável destacou também as novas medidas aprovadas pelo seu ministério como «o reforço do abono de família» e a «gratuitidade das creches» que «podem contrariar a baixa natalidade dos territórios do interior».

A ExpoEstrela conta este ano com a participação de 50 expositores, numa mostra de artesanato, gastronomia, comércio, indústria, serviços e animação a cargo de grupos locais e da região bem como a atuação de DJ’s. O grande mote do certame é a promoção dos produtos endógenos e economia local do concelho.

Em simultâneo decorre também, na sala de exposições do Centro Cívico, a exposição das obras da jovem artista plástica Bárbara Mendes.

Os cabeças de cartaz deste ano são Matias Damásio (domingo), Anjos (segunda-feira) e Cláudia Martins e Os Minhotos Marotos (sábado). No domingo Gordo haverá ainda uma caminhada de 13 quilómetros entre as Penhas Douradas e a vila, enquanto na terça-feira – o último dia da feira – terá lugar uma prova de queijo Serra da Estrela e o tradicional desfile de Carnaval.

Sobre o autor

Sofia Craveiro

Deixar uma resposta