Região

Fogo em Oleiros pode continuar a mobilizar meios «até terça ou quarta-feira»

Escrito por Sofia Craveiro

O incêndio que deflagrou ontem à tarde Oleiros poderá continuar a exigir intervenção dos bombeiros pelo menos “até terça ou quarta-feira”, disse hoje o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, em conferência de imprensa.

O responsável destaca que apesar da mobilização de “todos os recursos necessários” as condições “desfavoráveis” que se fazem sentir na região – altas temperaturas e fortes rajadas de vento – estão a dificultar o combate ao fogo.

“Estamos a fazer todos os esforços na contenção do incêndio e protecção de vidas humanas, num combate de trás para a frente, nos flancos, onde é tecnicamente viável”, disse ainda o governante.

O fogo em Oleiros tem já três frentes ativas: uma no Carvalhal, em direção ao Troviscal (Sertã), outra no sentido de Castelo Branco e outra – a mais preocupante- que já alcançou o concelho de Proença-a-Nova.

Durante a noite de sábado uma viatura dos Bombeiros Voluntários de Proença-a-Nova despistou-se a caminho do incêndio, devido a um pneu que rebentou e provocou o capotamento do veículo. O acidente resultou em cinco feridos, dois deles tiveram de ser desencarcerados.

Um dos bombeiros ocupantes foi, durante algumas horas, dado como desaparecido, tendo depois sido encontrado morto.

Às 15h deste domingo, segundo a página da Proteção Civil, estavam mobilizados 756 operacionais, acompanhados de 233 veículos e 14 meios aéreos.

Sobre o autor

Sofia Craveiro

Deixar uma resposta