Especial Pinhel - Feira das Tradições

Pinhel, Cidade do Vinho 2020

Escrito por Jornal O Interior

Pinhel é oficialmente “Cidade do Vinho 2020” desde finais de janeiro. A passagem de testemunho teve lugar no Peso da Régua, cidade antecessora, e consistiu na entrega a Rui Ventura, presidente da Câmara de Pinhel, da bandeira que oficializa o novo estatuto da “cidade-falcão” ao longo deste ano.

E para assinalar esta capitalidade o município tem agendadas 88 iniciativas de promoção de Pinhel, do seu vinho e da região vitivinícola da Beira Interior. A participação em vários certames vinícolas e de turismo a nível nacional e internacional, como a Feira Ibérica de Turismo (Guarda), a Bolsa de Turismo de Lisboa, a Feira Nacional de Agricultura (em Santarém), a Salamaq (Salamanca) ou a Fête des Vendanges de Montmartre (Paris), é uma das atividades programadas. Mas os vinhos da região serão também promovidos em Lisboa, Porto, Coimbra, Aveiro, Salamanca, Ciudad Rodrigo, Zamora e Badajoz, no âmbito da campanha “Alegria Engarrafada”, uma ação focada em «ruas movimentadas» e «espaços informais» para divulgar os vinhos ao público em geral.

Ao longo do ano o vinho será ainda pretexto para exposições, harmonizações de época, degustações e reconstituições históricas em data a anunciar. A autarquia irá também apostar na realização de mercados locais vinícos e eventos relacionados com o tema, como a eleição da “Rainha das Vindimas”, a Caminhada da Vinha e do Vinho (ambos em setembro) ou a Reconstituição Histórica de Vindima de época – anos 60, 70 e 80 (em outubro). «O objetivo é promover Pinhel e esta região, o que fazemos com muito orgulho, bem como o vinho da Beira Interior, que cada vez tem mais qualidade. O que queremos é valorizar o nosso território, quem trabalha neste setor e dessa forma contribuir para que os vinhos da Beira Interior e de Pinhel se possam afirmar a nível nacional», afirma Rui Ventura.

Sobre o autor

Jornal O Interior

Deixar uma resposta