Política

PSD defende reativação da linha férrea entre o Pocinho e a fronteira

Escrito por Pedro Duarte

A Distrital do PSD da Guarda pede aos governos de Portugal e Espanha que incluam na «agenda de prioridades» da Cimeira Luso-Espanhola, que decorre este sábado na cidade mais alta, a reativação da linha férrea entre Pocinho (Vila Nova de Foz Côa) e La Fuente de San Esteban (Salamanca).
«São 106 quilómetros de via férrea internacional que, incompreensivelmente, estão votados ao abandono há mais de 30 anos», recordam os sociais-democratas, para quem é altura de António Costa e Pedro Sánchez «terem o arrojo e a coragem política de decidirem e colocarem em prática o que todos os agentes económicos dos dois lados da fronteira consideram como estratégico para os dois países». A execução desta obra irá repor «a justiça perante um enorme erro executado do lado português, em 1988, com o encerramento do troço da Linha do Douro entre o Pocinho e Barca d’Alva e, do lado espanhol, em 1985, com o encerramento do troço entre La Fregeneda até La Fuente de San Esteban».

Sobre o autor

Pedro Duarte

Leave a Reply