O paradigma do Homo Sanus (II) – O Diário digital

Escrito por João Mendes Rosa

«Querido diário
Em vez de fazer postagens no ‘Insta’ como habitualmente costumo, para registar os momentos do dia que eu, tipo, mais curti, decidi regressar a ti, assim que um pop-up me recordou que já há muito tempo não teclava no meu Monkkee – o diário digital on-line. Sabes?, hoje sinto-me, tipo, estupidamente saudável. Suponho que terei mesmo atingido, tipo, o máximo do culto do corpo a avaliar pelos olhares demorados de duas miúdas que a ele (corpo) lançaram um dias destes, ambas ainda num patamar inferior ao meu de cultuação corporal.

De manhã tomei um pequeno-almoço, como sempre faço, à base de cereais, leguminosas, sementes, oleaginosas (que ajudam na absorção de ferro e, logo, no transporte de oxigênio para uma massa muscular cuidada e vigorosa), frutas, algas, legumes e hortaliças (tudo bio). Assim, fiz panquecas de aveia, smoothie bowls, tostas integrais com tapioca e bebi um longo copo de leite de cânhamo.
Estive toda a manhã a ver uma série com vampiros no Tugaflix, aproveitando para explorar o magnífico iPad Apple 10.2’’ Wi-Fi – 128GB que comprei a crédito com o cartão do meu papi. Ainda antes do almoço fui à caixa de correio levantar o meu novo Smartwatch (já que o que tinha era do tempo dos Afonsinhos, se não me engano, de 2018) que mandei vir on-line pela Techno Store. Esta nova versão do relógio electrónico é bué cool: permite a monitorização de sono, tem câmara de 0.5Mp, recebe e envia e-mails, admite notificações das redes sociais, sms e todo o tipo de mensagens, chamadas, tem mp3, pedómetro, alarme, calculadora; até dá para fazer fotografias e gravar vídeo. Estou super, tipo, contente.

Chegara, entretanto, a hora do almoço. A minha mãe seguiu à risca, como sempre, a receita do Cardápio Fitness que lhe enviei por WhatsApp ontem à noite: sopa de ervilha com quinoa e batata doce. Depois – uma salada mediterrânica, tacos com tortilhas sem glúten e low carb recheados com refogado de lentilhas e beringelas. Acompanhei com uma bebida de amêndoa pois é rica, tipo, em cálcio e magnésio, tem poucas calorias e muita fibra, que ajudam a combater a prisão de ventre e regista um índice glicémico baixo. Tem ainda outras propriedades, mas o texto da net era mega longo e não tive pachorra para ler mais de 20 segundos. Na Secundária queriam que eu lesse ‘Os Maias’ de Fernando Pessoa. Ganda cena! Eu nem 4 linhas fui capaz de ler… Para mim aquilo é NSFW.

A tarde não podia começar de melhor maneira: recebi uma chamada por Skype (embora eu prefira a Slack) da minha bro Cherry, que no Face é Cherry Blossom e no Insta tem como usuário b.blo#2016. Só a conheço pelo nickname. É a minha melhor miga, a minha BFF, a minha confidente, ganda companhia de todas as horas no sofá, embora nunca tenha estado com ela pessoalmente. Falamos de tudo, tudo: novidades informáticas, aplicações no iphone, séries, posts no Insta – sobretudo daqueles gajos tipo, fingidos, que põem likes só para parecerem cutes. A Eye.Candy@Candy, por exemplo farta-se de pôr emoji e tags fixes nas fotos, mas depois manda mensagens privadas no Messenger a gozar com os posts e assim. Um dia destes deixo de a seguir… Já abloqueei no Twitter uma vez pois não era nada fã dos seus tweets parvos… E além disso não tem Swag.

Ao final da tarde vem a melhor parte do dia. Bora lá pró ginásio. Hoje tive uma sessão particularmente intensa de musculação. Foi a vez de trabalhar os músculos da zona intermédia do corpo: os abdominais, região lombar e ancas. O aparelho abdominal é bueda nice – um ‘Twister-Rotação do corpo BH TR’, tipo ergonómico e perfeitamente adaptável ao corpo, oferecendo movimentos suaves e fluídos de modo a obter um exercício específico e eficaz. Que malha! Mas senti-me hiper bem! 9inho em folha!

Passei de seguida pelo cabeleireiro vintage a aparar a barba. Já lá não ia há cerca de dois dias. Com os meus 36 anos tenho também de cuidar da aparência… Aceitei que me pusessem um pessegozinho no rosto que ficou top. Para o jantar, que a minha mãe deixou em cima da secretária do meu quarto, esperava-me um risotto de beringela e cogumelos marron laminados com arroz arbóreo. A acompanhar, sementes de chia e linhaça que são fontes de ômega 3, ajudam na produção da massa muscular e colaboram na performance dos treinos; depois beterraba e melancia – imprescindíveis em qualquer prato Fit, pois ajudam na produção de óxido nítrico, importante para melhorar o desempenho nos exercícios de musculação.
E prontos!, eis o meu dia: ‘keep it simple’! Até breve, diário…

Assinado
@homo_sanus.sanus»

*Escritor
** O autor não segue a ortografia do AO de 1990

Sobre o autor

João Mendes Rosa

Deixar uma resposta