O INTERIOR e o desenvolvimento regional

Escrito por Joaquim Brigas

Há nos projetos regionais de comunicação social uma vinculação com os seus públicos que é insuperável. A proximidade dos média regionais aos objetos de notícia, bem como o conhecimento comum acumulado, fazem com que a objetividade surja com naturalidade e que o escrutínio das entidades públicas e privadas se torne permanente e, por isso, efetivo.

Esta edição do 20º aniversário de O INTERIOR é uma boa ocasião para elogiar a imprensa regional que este jornal, e o respetivo site, tão bem representam. Há nos fundamentos do jornalismo regional um arreigado amor ao progresso da região em que estão implantados e na qual intervém. Os média regionais são aqueles cuja orientação editorial mais valoriza o tecido económico local, o dinamismo dos seus agentes sociais, os seus produtores de ciência e de cultura e, também, os seus atores políticos.

O INTERIOR tem cumprido com competência essa função na região da Guarda e em toda a Beira Interior. A sua produção não é isenta de críticas (nenhuma é), mas há nas suas edições uma consistência editorial, uma vontade de puxar pelo que está bem e de denunciar o que está mal, que tornam O INTERIOR uma peça relevante, e imprescindível, do processo de afirmação do interior do país no contexto nacional.

Há também no projeto de O INTERIOR um curioso paralelo com a missão do Instituto Politécnico da Guarda (IPG): ambos estão animados pelo mesmo propósito de contribuir para o desenvolvimento da região em que se inserem, tornando-a mais rica, mais inclusiva, mais justa e procurando oferecer mais oportunidades para os que cá nascem e para os que cá vêm viver.

Apesar do distanciamento crítico que saudavelmente existe entre ambos, o facto é que O INTERIOR e o IPG são aliados nos desígnios que os animam. O Instituto Politécnico da Guarda, enquanto instituição de referência em certas áreas do ensino superior em Portugal, está muito empenhado em desempenhar bem o papel que lhe cabe. Esse papel é transferir conhecimento. É colocar a ciência ao serviço da comunidade.

A colaboração do IPG com empresas, com instituições, com associações empresariais, com institutos públicos, com autarquias, necessita de ser divulgado, acompanhado e escrutinado por uma imprensa livre e responsável.

O INTERIOR desempenha bem esse papel. Muitos parabéns, por isso. Que venham mais 20!!!

* Presidente do Instituto Politécnico da Guarda

Sobre o autor

Joaquim Brigas

Leave a Reply

Financiamento