Atualiza-te Santa Claus!

Vê lá se, de uma vez por todas, te atualizas. Bem sei que estás habituado a essa tua imagem de bonacheirão que espalha bonomia pela Humanidade uma vez por ano. Nota bem, uma vez por ano, nem mais uma… Que sovina me saíste, Santa Claus!…
Pois é, atualiza-te homem, atualiza-te! Se não repara:
Tu que, vens lá da Lapónia, terra fria de morrer, continuas a obrigar as coitadas das renas a trabalhos forçados sob condições de trabalho no mínimo indignas. Um destes dias ainda te confrontas com um voto de repúdio em plena Assembleia desta nossa República. Sim, porque o nosso PAN é grupo atento a estas coisas e não deixa passar uma. Atualiza-te Santa Claus.

Tu que, lá nos confins da tua terra, não ouves por certo uma tal de Greta e continuas a fazer viagens e mais viagens sem cuidar da pegada ecológica que deixas e do que isso representa no processo de alterações climáticas em curso. Ainda por cima deslocas-te num trenó feito da madeira das árvores que deitaste abaixo contribuindo para a desertificação do planeta. Mais vale que comeces a pensar em adquirir um veículo daqueles de emissões zero construído com materiais recicláveis. Atualiza-te Santa Claus.

Tu que continuas a não fazer dietas, já deverias ter percebido que essa tua barriguinha proeminente e as faces coradinhas não são um bom cartão de visita para uma Humanidade que luta contra a obesidade. Talvez fosse altura de assumires um corpo assim como que de deus grego, muito mais de acordo com os cânones de beleza atuais. Atualiza-te Santa Claus.

Mas não, continuas o mesmo. Mudar, mudar, mudaste os presentes que trazes. Aí sim atualizaste-os. São agora os últimos modelos de telemóveis topo de gama, de jogos eletrónicos, último grito da tecnologia, televisores de última geração… E depois, Santa Claus, temos os nossos jovens colados aos sofás e lá aparecem os problemas de obesidade. Mais, ou muito me engano ou foste por eles numa qualquer Black Friday. E o comércio tradicional, Santa Claus? E o comércio tradicional?…

Tu que insistes em querer entrar por chaminés que vêm do princípio dos tempos. Talvez devesses encontrar forma de poderes entrar por ares condicionados ou coisa assim. Atualiza-te Santa Claus.
Tu que continuas a vestir o teu eterno vermelho, não vês que estás a deixar de fora todas as outras cores? Estás a excluir sem cuidar que o que está em voga são as correntes de pensamento que apelam à inclusão. Atualiza-te Santa Claus.

Mas bem sabes, Santa Claus, que isto não passa de desabafo. Apenas isso, um desabafo. Até porque, Santa Claus, tenho um pedido pessoal a fazer-te. Não, não quero nenhum desses objetos tecnológicos que agora deste em distribuir a rodos. Só quero que me deixes em paz com o meu Menino nas palhinhas deitado, que no seu dia aquecemos nas fogueiras que os rapazes prepararam nos adros das igrejas, como manda a boa tradição deste cantito onde vivemos.
E, já que o tempo é disso, Bom Natal com o muito nosso Menino!

Sobre o autor

Norberto Gonçalves

Deixar uma resposta