IPG

Toponímia foi tema de Fórum no IPG

Escrito por Luís Martins

No Instituto Politécnico da Guarda (IPG) decorreu, a 26 de Outubro, o VII Fórum sobre Toponímia.
A iniciativa pretendeu evidenciar a toponímia como referência de valores históricos, culturais e memória coletiva de factos, personalidades, tradições ou legados identitários.
“Ser jornalista quando as ruas não têm nome” foi a tema da intervenção de Madalena Ferreira, enquanto Anabela Matias falou “Da Toponímia da Guarda: a malha urbana da Torre dos Ferreiros e zona envolvente”. “Notas toponímicas sobre o Vale da Teixeira” deu o mote para a intervenção de António Sá Rodrigues e, a concluir este sétimo Fórum, José Viegas Rodrigues abordou “O topónimo Arrifana e o estrato ibérico pré-romano” foram temas de algumas intervenções.
Na sessão de abertura, o Vice-Presidente do IPG, Gonçalo Fernandes, sublinhou a “importância deste Fórum e das comunicações na valorização do património local, na difusão da cultura e identidade das comunidades, sistemas histórico-sociais, modos de vida, governação urbana e valorização turística”.
Para Gonçalo Fernandes, a memória coletiva das comunidades assenta no reconhecimento de momentos, lugares, pessoas e acontecimentos que marcam a história e o território e que permitem passa-los ao longo de gerações”. Na sua perspetiva, estes elementos constituem “um acervo cultural, cuja dimensão e funcionalidades atribuídas permitem dotar os espaços de identidades, significados e perceções que os valorizam e fomentam, promovendo valor cultural, funcionalidades, reforçando as relações cos os cidadão e as atividades económicas e, simultaneamente, levantando questões ou melhor interrogações que nos permitem repensar ou observar os detalhes e significado que a mera dimensão física pode esconder”.
A concluir a sua intervenção, o Vice-Presidente do IPG destacou que a toponímia é “um espaço fortemente aliciante e desafiador de ler e conhecer, nomeadamente para aqueles que se constroem nas releituras dos elementos e nas redescobertas dos significados e nas tarefas de gestão e governo do território.”
O próximo fórum, na oitava edição, vai realizar-se a 25 de Outubro de 2019.

Sobre o autor

Luís Martins

Deixar uma resposta