Carlos Pinto

O antigo autarca da Covilhã tem tido sucessivos problemas com a justiça, mas tem visto os tribunais decidirem pela sua absolvição. Foi assim com o crime de difamação contra Vítor Pereira, em 2016, e aconteceu na semana passada no caso do licenciamento da sua moradia. Passados dez anos sobre os factos, o juiz entendeu não terem ficado provados os crimes de prevaricação, peculato e participação económica em negócio de que Carlos Pinto estava acusado. Uma vitória, portanto, para o antigo presidente da Câmara da Covilhã.

Sobre o autor

Jornal O Interior

Deixar uma resposta