Câmara da Guarda

Escrito por Efigénia Marques

De polémica em polémica até ao confronto final. Chaves Monteiro pediu a destituição de Sérgio Costa e a marcação de eleições antecipadas por causa da condenação de Luísa Santos, antiga chefe de divisão dos SMAS e atual assessora do presidente da autarquia, tendo sido também diretora financeira da candidatura independente “Pela Guarda”. Uma proximidade que o social-democrata considera mais do que suficiente para comprometer a continuidade de Sérgio Costa na Câmara. Na resposta, o autarca acusa o PSD de querer ganhar na secretaria o que não conseguiu nas urnas. A tudo isto o PS assiste com serenidade, repartindo culpas no caso entre Chaves Monteiro e Sérgio Costa.

Sobre o autor

Efigénia Marques

Leave a Reply