Câmara da Guarda

Escrito por Efigénia Marques

O ocaso da feira da Guarda (mercado quinzenal) há muito que é conhecido. A pandemia veio só dar mais um empurrão no definhar da venda ambulante na cidade. A tradicional feira, que há muitos anos se realiza na encosta norte (Zambito), está condenada! Sem condições, numa ravina, em terra batida, sem pessoas e, agora, também sem vendedores, o mercado quizenal da Guarda está moribundo. O presidente da Câmara da Guarda prometeu um espaço de feira novo no Vale de São Francisco, mas, entretanto, a feira de São João vai para o Parque Urbano do Rio Diz e, depois, a feira quizenal regressará à encosta norte, para morrer.

Sobre o autor

Efigénia Marques

Leave a Reply