Economia

Empresa na Covilhã projeta fábrica de cosméticos e dispositivos médicos

Pharmapoli
Escrito por Efigénia Marques

A Health Products Research and Development (HPRD), empresa da Covilhã que presta serviços na área da tecnologia farmacêutica e microbiologia, está a criar uma unidade de produção de cosméticos, dispositivos médicos, biocidas e produtos veterinários.
A HPRD é um projeto das irmãs Ana e Rita Palmeira de Oliveira, que agrega as marcas Labfit e Pharmapoli, e prevê investir cerca de um milhão de euros ao longo de um ano. Metade desse montante será aplicado na construção da fábrica no parque industrial do Tortosendo e o restante fica reservado à transferência da marca Labfit, que atualmente funciona no UBIMedical, para o novo edifício. O projeto foi apoiado com fundos do programa Centro 2020. A unidade deverá ficar pronta em abril, o que permitirá «aumentar a capacidade e diversidade de produção de artigos com cremes, desinfetantes de mãos e superfícies, gel de ultrassom, pomadas ou stick’s», adiantou Rita Palmeira de Oliveira na semana passada numa visita ao estaleiro para assinalar o arranque da obra.
«Esta transição das nossas instalações vai permitir esse alargamento da nossa gama de produtos», acrescentou a empresária, dando como exemplo os produtos veterinários. É que o novo edifício terá mais salas de manipulação, mais linhas de enchimento e equipamentos com maior escala, o que permitirá dar resposta ao objetivo de «produzir novas fórmulas farmacêuticas e novos produtos, com qualidade muito elevada», disse Rita Palmeira de Oliveira. A empresa vai produzir essencialmente para outras marcas, seja através de soluções desenvolvidas de raiz, seja por fórmulas próprias dos clientes. O também permitirá aumentar o número de postos de trabalho da empresa, que, no conjunto das duas marcas, conta atualmente com 22 funcionários e prevê chegar aos 25 até final do ano, número que deverá continuar a crescer.

Sobre o autor

Efigénia Marques

Leave a Reply

Financiamento