Economia

Concessionária da A23 não cobra portagens a «quem ajuda na luta contra a Covid-19»

Escrito por Luís Martins

A Globalvia, concessionária da autoestrada A23, não vai cobrar portagens aos profissionais de primeira linha enquanto durar o estado de emergência, anunciou a empresa esta segunda-feira.

Segundo um comunicado enviado a O INTERIOR, esta disposição «abrange profissionais que exerçam funções em hospitais e noutras Unidades Locais de Saúde, lares de idosos, forças de segurança e ordem pública (nomeadamente GNR, PSP, ANEPC) e corporações de bombeiros, sitos nos concelhos limítrofes dos eixos da A23 (Abrantes-Guarda) e da A4 (Vila Real-Quintanilha)», especifia a Globalvia. Saiba mais na próxima edição de O INTERIOR.

Sobre o autor

Luís Martins

Deixar uma resposta