Desporto

Casa Pia afunda Sp. Covilhã

Sp. Covilhã
Escrito por Efigénia Marques

Serranos voltaram a perder nos instantes finais da partida e marcam passo no fundo da classificação da IIª Liga

O Sp. Covilhã deu luta na receção ao Casa Pia, líder da IIª Liga, no sábado, na 24ª jornada, mas deixou escapar o empate nos minutos finais do encontro. A derrota faz os serranos marcar passo no 16º e antepenúltimo lugar da classificação, onde as equipas que os antecedem têm-se distanciado e as que estão na zona de despromoção estão a aproximar-se.
No Santos Pinto, os visitantes assumiram cedo o controlo do jogo, instalando-se no meio-campo adversário com o objetivo de resolver rapidamente a partida e isolar-se na liderança depois do empate (1-1) do Benfica B em Chaves. O Casa Pia, ainda sem o treinador Filipe Martins no banco, por motivos de saúde, pressionou os covilhanenses nos 45 minutos iniciais, mas os locais souberam resistir e travar as sucessivas investidas dos lisboetas. Hebert foi o primeiro a criar perigo, com um cabeceamento ao lado, e Antoine viu André Almeida desviar o remate. Aos 14’, Jota acertou no poste, com o guardião serrano já batido, e, aos 26’, foi Léo Navacchio que negou o golo a Saviour Godwin, num remate à meia volta dentro da área.
No primeiro tempo, a única oportunidade do Covilhã foi criada num contra-ataque, em que Kukula isolou Rui Gomes, mas o reforço serrano não conseguiu dominar a bola e desperdiçou ocasião soberana para marcar. Jota e Borges também tentaram a sorte, mas esbarraram na organização dos serranos ou na falta de pontaria. A consistência defensiva dos comandados de Leonel Pontes garantiu o empate a zero ao intervalo, mas no reatamento os locais surgiram mais ambiciosos e conseguiram aliviar a pressão, trazendo algum equilíbrio ao jogo. O Sp. Covilhã foi-se aproximando com perigo da baliza adversária e, aos 61’, tiveram a melhor oportunidade do jogo para marcar, mas Rui Gomes, com Kukula isolado à boca da baliza, preferiu fintar os defesas e perdeu a bola.
Aos 82’, Ricardo Batista desviou do alvo o remate de Rui Gomes e, como quem não marca sofre, aos 85’, contra a corrente do jogo, o Casa Pia inaugurou o marcador com alguma sorte. Cruzamento de Sanca para o recém-entrado João Vieira no “coração” da área e, na confusão, Léo Navacchio defendeu contra a coxa do avançado e a bola entrou caprichosamente na baliza serrana.

 

Ficha de jogo:

Estádio José Santos Pinto, na Covilhã

Árbitro: David Silva (AF Porto)

Árbitros assistentes: Paulo Soares e Hugo Marques

________________________________________________________________________

Sp. Covilhã –0

Léo Navacchio, Jean Felipe, André Almeida, Helitão, Lucas Barros, Tembeng, Gilberto, Ryan Teague (Jorginho, 69’), Rui Gomes, Arnold (Perea, 80’) e Kukula

Treinador: Leonel Pontes

Casa Pia– 1

Ricardo Batista, Zach Muscat, Vasco Fernandes, Hebert Medeiros (Zolotic, 75’), Lucas Soares, Ângelo Neto (Banjaqui, 84’), Nuno Borges (Taira, 69’), Leonardo Lelo, Jota (João Vieira, 84’), Saviour Godwin (Leandro Sanca, 75’) e Carnejy Antoine

Treinador: José Reis

_________________________________________________________________________

Golos: João Vieira (85’)

_________________________________________________________________________

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Ryan Teague (57’), Neto (62’), Vasco Fernandes (72’), Antoine (74’), Vasco Matos (85’) Kukula (85’) e Tembeng (89’).

Sobre o autor

Efigénia Marques

Leave a Reply

Financiamento