À Beira da Mesa

Sabor e arte no Don Garfo

Restaurante Don Garfo avaliado por Luís Baptista-Martins na rubrica gastronómica “À Beira da Mesa”

Discreto, mas um dos melhores restaurantes do distrito da Guarda. O Don Garfo abriu há uma dúzia de anos, nas proximidades da central de camionagem da Guarda, e afirmou-se como um dos locais mais distintos da cidade, tanto que é um dos poucos restaurantes indicados pelo Guia Michelin na Beira Interior.

Com uma decoração moderna e ambiente tranquilo e exclusivo, este restaurante tem uma ementa que combina tradição e modernidade, sabores regionais com a inovação da “nova cozinha”, onde a chefe Dª Olimpia vai exibindo de forma singela as suas criações. A morcela tostada com puré de maçã é uma das entradas obrigatórias, remetendo para o mais endógeno da gastronomia regional, aqui com uma apresentação e um paladar singular, mas é o queijo de cabra com mel e nozes ou as vieiras frescas sobre cogumelos que diferenciam as entradas do Don Garfo.

Dos muitos pratos a eleger, por entre sabores e tradição, o folhado de aves com castanhas e cogumelos é incontornável (16.90€). Com esmerada apresentação, acompanhado de alface, é um prato cheio de sabor e está entre as preferências dos clientes mais conhecedores da casa. Mas, se quiser fugir às escolhas de ingredientes regionais, pode deliciar-se com o sabor e arte do atum fresco com legumes salteados e molho de miso (17,90€) – uma delícia.

A sobremesa pode variar entre o leite creme torrado e a panacota de chocolate branco com frutos vermelhos, ou arriscar os sabores inventados por Dª Olímpia e atrever-se a concluir uma refeição superior com a panacota de café, com textura leve e sabor voluptuoso.

Com um preço médio por pessoa de cerca de 25€, o Don Garfo tem uma garrafeira interessante e variada e pode optar por vinho a copo. E se o valor da refeição está um pouco acima da média para a Guarda, a boa comida, o glamour e o conforto justificam-no.

À Beira da Mesa – abeiradamesa.home.blog

Sobre o autor

Luís Baptista-Martins

Deixar uma resposta